Polícia encontra 248 fetos humanos em bosque na região dos Urais, na Rússia

Fetos encontrados em tonéis seriam negociados em hospitais; parlamentar denunciou

existência de filial clandestina que os comercializa para a produção de cosméticos

24/07/2012 20:31:21

A polícia russa, alertada por excursionistas, encontrou 248 fetos humanos, provavelmente resultantes de abortos, em um bosque de Sverdlovsk, na região dos Urais, informaram esta terça-feira fontes judiciais locais.

“Estamos investigando esta descoberta. Esperamos os resultados”, disse à AFP uma porta-voz da promotoria, sem dar maiores detalhes.

Elena Mizulina, presidente da Comissão pela Família, Mulheres e Infância da Duma (Câmara russa), denunciou a existência de uma filial clandestina que negociaria fetos de abortos tardios para a produção de cosméticos.

Os fetos estavam em quatro tonéis de plástico e foram descobertos na noite de domingo perto da cidade de Anik, a 75 km de Ekaterimburgo, capital da região, destacou uma fonte do Ministério do Interior.

Os policiais também encontraram no local etiquetas com os números “40, 24, 27 e 14”, que poderiam indicar os hospitais que descartaram os fetos, de acordo com a fonte.

“Segundo investigações preliminares, pelo menos quatro hospitais poderiam ter alguma relação” com esse caso, disse o porta-voz Valéri Gorelyj.

Os legisladores russos exigiram nesta terça-feira que esta descoberta “chocante” seja meticulosamente investigada, já que poderia lançar pistas sobre casos de abortos clandestinos.

As circunstâncias do caso permitem “chegar à conclusão de que temos pistas de um comércio criminoso” de fetos, disse Mizulina. Segundo ela, informações não confirmadas da imprensa indicam que os embriões encontrados têm entre 10 e 15 centímetros, tratando-se, portanto, de fetos que excedem o prazo previsto na lei para um aborto.

“Todos os anos são praticados entre 5 e 6 milhões de abortos clandestinos na Rússia, clandestinos porque são realizados além do prazo autorizado pela lei” (de 12 semanas de gestação), disse.

Autorizado pouco depois da Revolução Bolchevique de 1917, o aborto é amplamente praticado na Rússia, onde a pílula anticoncepcional era praticamente desconhecida até o fim do regime soviético, em 1991.

De acordo com as estatísticas russas, 1,2 milhão de abortos são registrados todos os anos na Rússia. Anualmente, nascem no país 1,7 milhão de crianças.

Fonte: Ultimo Segundo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: